Trump perde o posto de líder mundial mais ativo no Facebook para Bolsonaro

Desde que levou a presidência do país, Jair Bolsonaro tem se evidenciado pela permanente atividade nas redes sociais, seja com as lives, os anúncios de ações e planos de governo, ou até mesmo com as postagens mais famosas. Agora, essa presença virtual foi oficialmente conhecida: uma pesquisa mostra que o presidente do Brasil é o líder de uma nação mais ativo no Facebook.

Bolsonaro ultrapassa Trump e é o líder mundial mais ativo no Facebook


O estudo foi efetuado pela agência de comunicação Burson Cohn & Wolfe (BCW) e juntou dados de cerca de mil páginas. No Facebook, Bolsonaro ganhou na liderança, registrando 145 milhões de interações (reações, comentários e compartilhamentos) nos últimos 12 meses. As demais redes sociais, como Twitter e Instagram, serão marcadas somente em análises posteriores.

Na questão popularidade, o líder brasileiro ainda segue bem atrás. O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, está no topo do ranking, com 43,5 milhões de seguidores. Ele é seguido do líder norte-americano, Donald Trump, que aponta mais de 23 milhões de “curtidas” na página pessoal. Ainda assim, o presidente dos EUA conta com “apenas” 84 milhões de interações, quase a maioria do que Bolsonaro obteve com 9,5 milhões de seguidores.

Entre os líderes latino-americanos, o presidente brasileiro também comanda com enorme folga. O mais famoso depois de Bolsonaro é o mexicano Andres Manuel López Obrador, com 5,6 milhões de seguidores. Ele é seguido de perto pelo colega argentino Mauricio Macri, com 4,4 milhões.

A pesquisa também percebeu um acréscimo na utilização uso de posts conduzidos pelos governantes, uma tendência frente à nova política de algoritmos do Facebook, que fez os líderes deixarem 32,3% em comunicações em ligação a 2016. Donald Trump puxa a fila dos clientes do Facebook: desde a criação de sua conta, ele pagou por mais de 50 mil anúncios. Mas Trump não é o único: a primeira-ministra britânica Theresa May, por exemplo, fez isso com 74 publicações desde dezembro, com o principal objetivo de alavancar suas propostas para o Brexit.

o todo, a BCW observou a atividade de 962 páginas de chefes de estado e de governo no Facebook. Até o dia 1º de março de 2019, elas juntavam um total de 345 milhões de seguidores e 450 mil postagens nos últimos 12 meses. No total, foram registradas 767 milhões de comunicações.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *